Archive for the 'Maratona de São Paulo' Category

Maratona de São Paulo 2010

Dia 02 de Maio de 2010…dia em que por motivos diversos corri uma Maratona.

Meses de treinos e estava certo de que seria tranquilo…já havia corrido 28 k e tudo bem…30k e tudo bem….não seria tão difícil fazer mais 12.

As 6:00 da manha levantei tomei café…me abasteci de gel e peguei o trem da estação Cidade Universitária até a Berrini. No trem vários atletas já tomando gatorade e se alongando. Desci do trem e fui trotando até a o local da largada. Admito que ver 20000 pessoas, com som alto rolando me deixou emocionado e nervoso. A 07 minutos da Largada meu irmão me liga e me “lembra”que só faltam 7 min para correr 42.195 metro! da um frio na barriga!

Tomei o primeiro gel, cantei com todos o Hino Nacional e as 9:00 ouvi o tiro de canhão. Fui andando até a largada praticamente tamanho era o congestionamento de gente…Chip validado no carpete e começo a correr! MUITA GENTE na frente e vou tentando abrir caminho. Mas acho que hidratei muito antes da largada e minha bexiga estava estourando….não teve outro jeito….tive que fazer um pit stop na primeira moita que vi.

Segui caminho acelerando…me sentia muito bem. Na entrada da JK um banda animava os atletas, coisa que se repetiu por algumas vezes durante o percurso…muito legal, você via todo mundo sorrindo apesar da respiração acelerada. Comigo não foi diferente.

Seguimos pela esquerda dando adeus a turma dos 10 k. Quando chegou o nosso 10 k vi que acima do tempo desejado de 10km/h. Talvez pelo excesso de trafego até então…resolvi dar uma acelerada…mas estava super bem. Passei por um senhor de 81 anos…pensei que se com essa idade estiver assim está ótimo….logo depois por um índio correndo descalço.

Passamos pelo túnel JK e nunca tinha percebido como é longo e como deeeeeesce e depois sooooobe. Me dei conta que ira passar ali no Km 37. Km 13 e outra banda tocando, estávamos a caminho da praça Panamericana, minha área, fiquei confiante.

Torcida May the Force be with you

Na praça outra banda e agora estava na reta de casa. A Isa e meus pais me esperavam na curva…quando cheguei lá peguei um BCAA e um beijo da Isa e segui em frente com o Parque Villa Lobos a minha direita. Passando novamente pela praça Panamericana e metade da prova havia ficado para trás. Na subida da Ponte já havia muita gente caminhando.

Entrei na cidade universitária já procurando pelo Caco que disse que me acompanharia dali em diante. Cheguei ao ponto do gatorade mas havia um tumulto de atletas…até um com camiseta dos Atletas do Bem batendo boca com o garoto que servia o Isotônico…não entendo, você vem para uma prova para se divertir e fica discutindo…ele chamava o garoto pra porrada mesmo…daí alguns corredores começaram a vaiar os dois e a confusão dissipou.

Encontro com o Caco que auxiliava um atleta com desidratação e já estava tendo alucinações…ele sugeriu para os auxiliares chamarem uma ambulância pois parecia ser grave.

Passamos pela chegada da prova de 25 e começava a sentir dores mais fortes no joelho e na linha da cintura. No km 27 falei para o Caco…- Caco, minhas pernas estão travando. Mas como não era câimbra, seguimos com um trote mais leve. Já tinha comido 3 gels e o Caco ofereceu uma bananinha para forrar o estomago. Foi bom e deu um fôlego.

KM 30 feitos em 3 horas…se seguíssemos nesse ritmo em 4:10 mais ou menos estaria na chegada. Mas minhas pernas não estavam com tanta pressa e a cada KM eu ficava mais travado. Na descida do túnel da JK tentei soltar…mas tinha que girar a cintura pois as perna já não iam até a frente. Quebrei completamente e velocidade caiu para um trote BEM lento….gritávamos SEEELVA para puxar a energia o que funcionava por mais alguns metros. O Índio me passou….pensei então que devia ter segurado o ritmo um pouco mais no inicio e o esforço para passar as pessoas mudando de um lado para o outro da pista.

KM 37 e as dores estavam mais forte…pensava em todas as frases de efeito dos esportes – quanto pior melhor – A dor é temporária ma desistir é para sempre – LIVESTRONG – …..também pensava no João…queria dizer pra ele…teu pai fez uma maratona….e não caminhou nem uma vez. O Caco jogava água na minha cabeça o que realmente aliviava.

Caco na Entrada do túnel - falta pouco

Caco na Entrada do túnel - falta pouco

A subida do túnel foi um inferno…gritava SELVAAAAAA… e colocava na minha cabeça – Legal, subida é meu forte – 40km faltam 2 o Caco falou novamente o que vinha repetindo…o numero de voltas na bolinha da USP. Agora só quatro. Quiz fazer uma força a mais mas realmente não dava.

41k….agora o Caco já me deu os parabéns…e que uma maratona é algo que todo mundo devia fazer uma vez na vida.

Estava emocionado e quebrado….vi o pórtico lá na frente e a galera gritando dando incentivo, entramos no portão dos 100 metros e parecia que minhas pernas iriam dar ctrl + alt + del. Realmente impressionante, nunca tinha sentido aquilo, mas não tinha caminhado até agora, não iria cruzar a linha de chegada caminhando.

Ouvi a Isa a Re e a Paulinha gritando e vi meu pai tirando foto….cruzei a linha de chegada com os olhos cheios de lagrimas. O Caco me deu os parabéns novamente e nos abraçamos…se não fosse pelos incentivos dele não sei como teria sido.

Total 4:46:48 e 4828 calorias! Ou seja..os últimos 12k fiz em 1:40

Paramos e fomos falar com as meninas…tiramos umas fotos e fomos entregar o chip e pegar a medalha.

Eu caminhava com dificuldade. Encontramos com a Fe que deu que estava torcendo muito, foi muito legal. De lá fomos para a tribuna da Globo para encontrar com a minha mãe.

Fim de Prova….missão cumprida e comprida….agora estou em casa com gelo nos joelhos hehehe!

Fazer outra? Quem sabe….daqui a um BOM tempo! Preciso primeiro esquecer as dores.

Parabéns a Yescom e ao Kassa pela organização da prova!

Obrigado a Isa que sempre deu força e entendeu acordar sempre cedo para treinar….ao Caco que preparou as planilhas e deu AQUELA força durante a prova….Aos meus pais que acompanhara a prova e a Isa… a Re e a Paulinha que foram as torcedoras incansáveis depois de ter feito a prova de 10k ainda ficaram até tarde me esperando….a Fe pela baita energia da chegada.

E Especial para o João que não me deixou caminhar em nenhum momento da prova.

Fui….

Anúncios

Flickr Photos

Meu Twitter

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 3 outros seguidores


Audax Randonneurs São Paulo

Ciclismo de Longa Distância

DESAFIO RURAL

Ciclismo de longa distância por terra - Cicloturismo e afins

WordPress.com

WordPress.com is the best place for your personal blog or business site.

%d blogueiros gostam disto: