Posts Tagged 'Terra do Fogo'

Melhores Fotos de Ushuaia

Das mais de 800 fotos tiradas selecionei 74 como as melhores.

Clique AQUI para conferir!

Anúncios

Ushuaia – Tierra Del Fuego

Terra do Fogo –  Fim do Mundo

OBS – Ainda sem foto pois a conexão aqui é muito ruim – consegui subir no Flickr, clique – AQUI – para ver!

Correria, correria e correria, assim se passaram as ultimas semanas antes das esperadas ferias. Culminando com uma semana repleta de insônia…para melhorar, no domingo véspera do embarque, a Isa ficou fazendo backup do computador e trabalhando até as duas da manhã…eu como não conseguia dormir também aproveitei para responder os últimos e-mails que ainda faltavam. Agora já era 3:46 da manhã no relógio que projeta as horas no teto do quarto e continuo dormindo e acordando…fazendo força para dormir pois as 5:30 temos que levantar.

Assim foi até a bendita hora…que poderia ser mais tarde…mas como nunca se sabe como estará o transito de São Paulo numa segunda feira pela manhã… resolvemos não arriscar. Saímos de casa as 6:00 e acabamos chegando no aeroporto em meia hora. O check-in ainda nem estava aberto…então, fomos tomar um café e procurar um cyber para Isa imprimir um material que queria ler durante a viajem.

Embarcamos no 737 da Aerolineas Argentinas (bem acabado, por sinal) com atraso de uma hora, suas aeromoças não estavam com bom humor e para melhorar, um senhor da tripulação que viajava de extra na parava de tossir…uma tosse absurda e não colocava mascara. Como tínhamos as nossas tratamos de saca-las da mochila e vesti-las. Mas o sujeito não parava…a Isa não se agüentou e foi falar com a aeromoça que apesar de ficar rindo com a solicitação pediu ao senhor que colocasse a mascara. Comemos um lanche, possivelmente o pão com queijo mais caro que já comi (uma vez que estávamos de executiva a expectativa era um pouco mais alta) e conseguimos dormir um pouco.IMG_0003

Chegamos a Buenos Aires e tínhamos que trocar de Aeroporto para pegar o vôo para o Ushuaia. Pegamos um mega transito pois era feriado de San Martin. Chegamos com mais correria para pegar o vôo…deu tempo…ainda bem que havíamos feito o check-in do Brasil…tivemos ainda 10 minutos de espera e logo embarcamos…o vôo agora foi bem mais agradável, com aeromoças BEM mais simpáticas. Comemos o segundo pão com queijo (a Isa está ficando desesperada por uma salada). Aproveitei para colocar a leitura em dia…li boa parte do livro  Minha Terra é o Mar,  do Beto Pandiani. Alias um livro excelente e muito emocionante, recomendo.

Chegamos em Ushuaia as 9:40 da noite onde uma simpática guia nos recebeu, enquanto ela nos dava as explicações o aeroporto literalmente fechou…as luzes foram se apagando e as pessoas indo embora, tudo isso em questão de 15 minutos.

Vimos as luzes da cidadezinha e começamos a subir para o hotel Cumbre Del Martial…é o último da estradinha que chega no Glaciar…ou seja, o Glaciar está no outro lado da rua. O hotel é maravilhoso, muito mais do que esperava. As cabanas no meio da floresta coberta de neve. Cada cabana com uma parede inteira de vidro,  que se abre para a sala com uma lareira e a Jacuzzi. Há uma pequena cozinha e no mezanino uma cama grande e confortável…todo o piso é aquecido, portanto andar descalço é uma delicia.

Quando pequeno, as vezes para dormir minha mãe falava para imaginar um lugar tranqüilo que me desse vontade de passar horas olhando o tempo passar. Isso foi o mais perto que consegui chegar desse lugar que sempre imaginava.  Lembrei emocionado disso e contei para Isa enquanto comíamos em nosso novo lar temporário. Eu um belo filé e a Isa uma truta mas ainda nada de salada pois  estava em falta. Chega de pão com queijo.

Nossa Casa

Nossa Casa

A Isa desarrumou as malas e me dei conta que trouxe roupa de mais. Ocupei mais da metade do armário, que também fica na parte de baixo em frente ao banheiro bem decorado.

Vista de fora

Vista de fora

Deitamos acabados em frente a lareira e finalmente dormimos…amanhã cedo vamos ao parque nacional.

Dia 18/08

Abri as cortinas e me deparei com a bela imagem do sol querendo aparecer em meio as nuvens e as arvores pesadas com tanta neve…o lugar é ainda mais maravilhoso de dia. Belo café da manhã e pontualmente as 8:50 a van estacionou em frente a recepção. Embarcamos e tivemos a oportunidade de ver , agora de dia, a pequena cidadezinha entre a cordilheira e o canal  de Beagle. Paramos para pegar mais um casal em um outro hotel e para minha surpresa o motorista chamou a atenção deles pois o horário de pega-los era 8:55 e não as 9:00…será influencia de quando os ingleses passaram por aqui? Já gostei desse lugar.IMG_2348

Entramos no Parque nacional e fomos fazer o Passeio do Trem do fim do mundo. Ushuaia começou com a necessidade da Argentina de ocupar o lugar. Assim o governo decidiu construir um presídio que ajudaria a construir uma cidade. Assim o trem ganhou vida, carregando os presidiários desde o presídio até os campos de onde as arvores eram cortadas e depois até o local onde fora construída a cidade e o porto.  Portanto, passamos por uma área chamada cemitério de arvores,  um grande descampado apenas com pequenos pedaços de troncos e raízes. Uma triste lembrança da construção da cidade. Pensamos no quão absurdo é isso que acontece ainda nos dias de hoje. Olhando a área, lembramos das fotos de satélite dos desmatamentos na Amazônia e fiquei com vergonha…fazemos muito pior ainda hoje…

Trem do Fim do Mundo

Trem do Fim do Mundo

O passeio conduzido pela locomotiva a vapor é acompanhado por uma gravação com as informações para os turistas em diversas línguas. O texto é super dramático ressaltando o trabalho forçado dos presidiários. A musica sorumbática e a descrição que era feita fazia parecer que os presidiários eram vitimas. Nos lembrou a visita a Auschwitz. Só que no campo de consentração, pessoas inocentes eram exterminadas, essas sim eram vitimas da mente perturbada de Hitler. Não deviam nada a sociedade, não tinham matado ninguém e não tinha feito nada de errado que justificasse pena de morte. Já aqui os condenado estavam apenas abaixo da pena de morte.  Eram presos perigosos que cometeram crimes graves e tinham ainda a chance de voltar a sociedade depois de comprida a pena.IMG_2218

Para nosso infelicidade (ou felicidade) a locutora que gravou em português tinha lingua presa do tipo “Aguaguacuaga”, pensamos que foi pegadinha de algum argentino.  Mas não deixava de ser engraçado, ainda mais com a dramatização e o texto se seguia…”o tgabalho fgorçado dos pgesos”e nós rindo enquanto o grupo de canadenses a nossa frente nos olhavam desconfiados.IMG_2231

Final dos 7 km que restaram dos 25 km originais da ferrovia e ficamos pensando se esse tipo de pena é de fato uma atrocidade como o histórico dessa ferrovia ou se efetivamente pode ser bem aplicado. Os condenados não podem devolver a sociedade alguma coisa do que foi da sociedade tirado por eles???…Não estou dizendo que não houve abuso aqui e que os Direitos Humanos não devem ser observados..mas não existe um meio termo? Algum retorno do sistema carcerário que não seja só custo aos cofres governamentais?….mas essa discussão levaria horas e resolvemos deixar para um outro momento. Queríamos curtir o visual que realmente era lindo.IMG_2297

Chegamos então ao final da ruta 3, que também é a Panamericana. A estrada que cruza as Américas com seus mais de 17000km desde o Alasca até aqui…o fim do mundo. Esse é um ponto que para quem gosta de expedições tem um gosto especial. É como o Everest para os alpinistas, o Cabo Horn para os navegadores o Saara para quem gosta de Rally. Não chegeui aqui como sonhei, abordo do meu carro, apenas por falta de tempo de ferias o suficiente, mas valeu a pena, é uma sensação estranha. Ali acaba o mundo, ao menos sobre rodas. Tudo que já li a respeito e todas as fotos que já vi ali naquele mesmo lugar em que agora tirava a minha. Sai de lá com a certeza de que um dia volto…e dessa vez saindo de casa com meu carro e rodando até aqui em baixo.  Fiquei com a Isa brincando de viajar, planejando em um dia fazermos a volta das Américas…sair de casa…chegar aqui…subir a Panamericana, chegar no Alasca e descer pela costa leste, completando o contorno de norte a sul. Quem sabe um dia!IMG_2261

Chegamos e demos um volta na cidade. Tentamos trocar dinheiro mas sem sucesso pois alem de um documento eles queriam o comprovante de entrada no pais….como não tínhamos não trocamos, mas sem problemas pois todos os estabelecimentos aceitam dólar, real e euro. Fomos almoçar e comemos o fomos Cordeiro Assado da região….ele fica horas rodando no braseiro…realmente espetacular. Alem disso a Isa finalmente comeu sua tão esperada salada.IMG_2292

Mais uma voltinha no centro, comprinhas para não passar frio no esqui e de volta para o hotel. Agora escrevo em frente a lareira, tomando um chazinho quente e olhando a neve lá fora.

Amanha tem mais…


Flickr Photos

Meu Twitter

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 3 outros seguidores


Audax Randonneurs São Paulo

Ciclismo de Longa Distância

DESAFIO RURAL

Ciclismo de longa distância por terra - Cicloturismo e afins

WordPress.com

WordPress.com is the best place for your personal blog or business site.

%d blogueiros gostam disto: